sexta-feira, 28 de março de 2008

Tell,Tell,Tell...



Ontem resolvi ligar pra ela,depois de ver a mensagem logo que liguei o celular.A saudade ja se fazia presente tanto em mim quanto nela,mas ela me procurou.Iria mandar notícias minhas antes,mas mesmo assim fiquei feliz em ela ter se preocupado comigo.
Enfim,eu amei a voz dela e o jeito como ela falava,lógico que não era muito apaixonado,mas me contentei em ouví-la.Conversamos por longos minutos e entramos e saímos diversas vezes no mesmo assunto.Até encarar isso de frente.
Eu não queria dizer,que se tudo desse errado,nunca mais iríamos nos falar... Mas saiu bem involuntário,um reflexo maldito.Cara,ela chorou... Eu chorei... Nós choramos muitas vezes.Algo me deixou super triste quando a gente desligou o telefone.Tive a sensação de tê-la perdido pra sempre.Espero que esteja errado.
A noite foi um pouco longa pra mim,tentei conversar com a Lua,mas ela parecia não me enxergar naquela noite.Mas a Lua estava lá,sempre esteve.
Logo pela manhã,lembrei-me do envelope que tinha escrito alguns rabiscos de pensamentos,pra ela.Pela tarde,corri até os Correios para poder mandar o envelope que além das palavras,tinha uma das coisas que ela mais gosta.E que fico devendo muito mais,tratei de explicar.Fui o último a sair de lá,e eles já tinham fechado as portas.Todo esforço é válido!

is love,my friend!

Aah,tô lendo um livro massa,"Verão na Enseada".Irei escrever sobre ele amanhã,ou domingo.É super lindo.

Nenhum comentário: