sábado, 7 de junho de 2008

À exceção da dor

Eu deixo a angústia para atrás
As cicatrizes são curadas - eu sou ajustado livre
As correntes da culpa realizam-se no passado
Têm não mais por muito tempo uma preensão em mim

Quanto mais eu vejo - menos acredito
Quanto mais eu ouço - menos eu me importo
Este mundo que nós criamos,
deixou-me frio
Este mundo está sedado, morrendo em seu próprio sono.




(editado)

Um comentário:

Carolina disse...

deixa a angustia pra tras é bom... como diz shakespeare

Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.

aaah enfim... num entendi quase nada =/
mas achei bunito =]
num sou boua em enterpretar poemas... =[
aff

mas sim pela mileeeeeeesima vezzz
te gosto por de mais viu?
do tamanho de miguel ^^

<3

S2

=****

(})