domingo, 15 de junho de 2008

Está fadado a desaparecer






Nenhum serviço é de graça,
tais coisas não tem volta,
isto fará muito bem para mim,
apenas venha aqui, venha, venha, venha...

E sugue a minha vontade de viver
você me deu a coroa, e me matou...
um longo caminho sem volta
mesmo assim, eu preferi pegar o caminho mais curto...

Nenhum comentário: