domingo, 3 de agosto de 2008

Conto,"Páginas Erradas"

Ele era o tipo de garoto que nem todos ouviam falar. Com sonhos e ambições de qualquer jovem de dezessete anos, ele colocava tudo de sim em cada coisa que fazia. Era um tanto quanto reservado entre suas músicas, seu quarto de paredes azuis e livros. Preferia livros de romance, suspense e ação. Era um fator que o diferenciava de muitos garotos de sua idade, que em sua grande maioria, odiavam livros.

Era uma monótona tarde de sábado, e Tommy estava em seu quarto lendo a última linha de " Para sempre", livro que escolheu aleatoriamente na livraria do shopping. Mesmo local onde há 3 semanas, conheceu Laura, que inicialmente era como uma irmã mais nova. Durante os últimos quatro dias, Tommy e Laura encontraram um pouco de si, um no outro. Foi o bastante para que Laura se tornasse a mais recente paixão de Tommy River. Ele acabou de ler o livro e colocou o mesmo sobre a escrivaninha branca do seu quarto. Lembrou-se dela, dos seus olhos e de seu corpo quente, como mil candelabros acesos. Adorava seus abraços...

- Laura... Seria certo ?

Pegou sua guitarra Gibsson Les Paul, modelo 89, e logo ouvia-se as primeiras notas de Scar Tissue, dos Red Hot Chili Peppers. Ele sabia que não poderia esconder o que sentia por Laura, estava cansado de ver suas paixões serem levadas pelo seu silêncio, pelo tempo, e muitas vezes por outros caras. Pensou em fazer algo.


Ela era uma garota adorável, querida por sua mãe e a preferida do seu pai, cresceu sem muitos mimos, apesar de pertencer a uma família de condições economicamente favorecidas. Priorizava árduamente seus estudos e seu passa-tempo preferido era ir à livraria do seu tio, lá no shopping onde conheceu seu, até então melhor amigo. Tommy River era o tipo de cara que Laura nunca imaginou encontrar por aquelas bandas, ele era realmente único e especial. Laura recebia um telefonema do seu tio, toda vez que chegava uma nova remessa de livros, e uma vez por semana, ajudava nos serviços da livraria. Gostava de ajudar e fazia de tudo por lá, desde servir cafezinhos à ajudar os clientes na hora das compras. Quase sempre acabava dando uma verdadeira aula a todos eles. Era muito querida por todos os empregados e clientes da livraria. Laura, como toda garota, se sentia verdadeiramente atraída pelo tão "descolado" Martin.

(...)





Bem, galera, tava escrevendo esse conto aí só que me empolguei demais e comecei a escrever sem parar. Então, quero a ajuda de vocês pro fim do conto que termina (ou não) semana que vem. Aceito sugestões, pois quero uma maior interação com vocês! =)
abraços pros caras e beijos para as mocinhas [me liguem] hauehueheueu! ;)
obrigado, pessoal!

6 comentários:

Art =] disse...

mtu bomm....

poderia ter um final com um quê dramatico...sei lah...ele descobrindo que ela se apaixonou por um amigo dele...ai vc continuava o conto com ele tentando pensar o que fazer sobre isso...=D

.::Morphina::. disse...

huum..enfim o conto xD
well..vou pensar direito sobre a continuaçao dele ;p

kisus
ahh eu ligo sim ;p
ve se naum esquece o cel na sala ;p

;*

Jemimma ~♥~ disse...

oow... tava tão impolgada!!
Nem teve fim... Vou fazer um fim pra essa história! rsrsrs ... vai ver.
Nossa... tava Lindaa. Uma história que prende a atenção da gente!!
Massaaa...

bju mocinho!

Bertonie JVinee disse...

Caraaaa!!!
Eu li o primeiro parágrafo e... Sou eu praticamente, aí.
Puxa!!! Adoreeeeeeeei!!!!!

Espero que esse conto tenha uma continuação!!!
xD
abraços

Taah disse...

Nossa muuito lindo, me empolguei lendo aqui, me prendeu ;D
quero só ver o fim, se tiver alguma idéia, depois passo aqui novamente e comento ^^

*:

D. Diogo Klock disse...

ola amigo....
tem uns selos pra vc no meu blog.. passa la pra pegar...

e meus parabens seus escritos continuam surpreendentes...

abraços do amigo

D.Diogo Klock

http://mentealem.blogspot.com/