domingo, 19 de julho de 2009

Esperando por você.


Não era um sonho. Era mais real do que eu pensava, mais do que estava à mostra. Estava tão nervoso que não consegui pensar em mais nada, meu corpo já não obedecia aos meus comandos, nem a minha voz. "Controle-se" e tudo o que eu quis foi correr até lá. Não poderia parar nenhum sentimento, mesmo já me sentindo assim antes, ela me fez perder o controle... Cada vez mais perto e perto, até que finalmente chegasse a hora em que meus olhos não acreditariam no que estavam vendo! Lá estava ela. Vestida de toda doçura, uma mulher! Olhar sereno... O seu sorriso sufocava toda minha saudade e ansiedade de alguém que nunca me soou familiar.
Até então, toda solidão estava em minha pele, até nossos corpos se tocarem. De repente alí, compondo aquele precioso momento, nós fechamos um grande abismo entre duas almas. Caminhando, ela deixou em cada lugar da cidade sua graça, que mais tarde me tomaria de saudade. Tudo o que eu pude ver em seus olhos, ouvir de sua voz há dias tão longe e agora tão próxima a mim... Nós fomos pegos pelo momento. O Sol já havia caído, levando cada hora do dia. Naquela noite cinza e fria de inverno, ela transformou quatro paredes num paraíso. Seu corpo terno de calor, de um perfume tão incomum, me fez seu pequeno refúgio. Desenhando cada parte sua, fazendo-me sentir salvo, me beijando e me explorando como nenhuma havia feito... Transformando-me. Aqui estou, seu desbravador.
Naquele estado de espírito, nosso silêncio poderia ser um crime, as palavras não ditas... Dificilmente encontradas por nós, mas em uma sintonia aparentemente perfeita. Seus olhos me contavam muito, e quando encontramos uma pequena versão de nós, um no outro, já era o "suficiente" por aquela noite. O tempo, tão relativo, não me deixou escolha... A não ser um beijo de boa noite e a promessa que no outro dia, quando os primeiros raios de sol a iluminassem, eu estaria lá, junto à ela... Tentando esticar ao máximo cada "último" momento.
à dona dos meus pensamentos, Nany.

5 comentários:

amanda lee jones disse...

que bonito, Claus! *-*
tu está escrevendo cada vez melhor ... invejei :p


parabéns ^^

Deh ramos disse...

querido desbravador (rs).. mais um belo post, hein?
acho que já falei isso, mas adoro vir aqui. *-*

e respondendo.. acho que não é medo não. digamos que o destino quis que não acontecesse, só isso. rs. com certeza teremos oportunidade de conversar melhor. bjs

Thaís A. disse...

que lindo, essa espera é de matar, né?

Saumensch disse...

SAUDADES IMENSAS de vir aqui.
><
Andei enclausurada nessa minha vida maluca e desliguei-me do meu maior amor, a escrita.

Beijos, ótima semana pra ti!

N a n y disse...

Dono do meu mundo.