sábado, 28 de março de 2009

Alcatéia de um lobo "só"


Luz da lua escapa entre as núvens desenhando a mais perfeita noite por todas aquelas montanhas tingidas de branco. Serenos pinheiros ocultam perfeitamente pequenos seres noturnos. Noite a dentro caminha uma criatura de pêlos tão alvos quanto a neve, seus olhos mal piscam, parecem sempre banhados de velhas histórias. Tempos que talvez não viverá mais. Oh, sim! Maldito tempo o tornara com uma aparência não muito convidativa. Nesses tempos, aprendeu a caminhar devagar, passo à passo, olhando para trás, sempre observando cada pegada desaparecer.
Era indecifrável, uma criatura a primeira vista inconsciente, que aprendeu a controlar todo seu instinto natural, selvagem. Diferente de alguns, parecido com todos. Talvez por isso fora espulso de seu lar, e agora já não era mais um Canis Lupus... Era alcatéia de um lobo só. Gostava muito das sombras, e nunca se perguntou para onde ir, apenas seguia! Ao menos isso a natureza lhe foi justa. Criatura moribunda, amiga da lua, talvez ninguém saiba o quanto ela se sente mal. Abrindo uma pequena sicatriz, feixando outras... Parece ser incurável! A senhora dor não a perdoa, não perdoa ninguém. Mais um uivo! À beira de um lago suas patas não mais congelam, num misto de preto e branco as estrelas caem no espelho d'àgua refletindo um ser frio, grosseiramente mudado... Marcado! Algumas cicatrizes, outras feridas sangram um pouco. Mas de cada uma delas ele lembra-se bem, e o fazem recordar perfeitamente o porquê se tornara o que é, especialmente a maior delas, a que ele deu os melhores momentos de sua vida, que nem a brisa gelada da mais fria noite de inverno morto poderá traze-la de volta num sono profundo.
Então, sobre suas patas ele se vira. Agora esse é o seu mundo e só há uma coisa mais importante do que ele mesmo, uma luz brilhante no céu todas as noites. A maior delas. Sua melhor amiga.

11 comentários:

amanda lee jones disse...

você está escrevendo muito bem *-*

Jessica disse...

ler essas palavras é como olhar pra você com uma visão de raio-x !
lindo texto *-*

natalia disse...

adorei seu texto...esta de parabens

Saumensch disse...

Que saudades de vir aqui! Eu simplesmente amei o texto, está liiiiiiiiiiiiindo!
Nossa, isso tá muito bom! De verdade! Parabéns!!

Beijinhos!

Livia Queiroz disse...

Lindoooooo
Ele vive um belissima solidão embora a solidão não seja uma das coisas mais belas, mas a maneira como descreveu tornou-a sublime!

Caroline disse...

as vezes a solidão se torna necessária ao ser humano.


http://messnatural.blogspot.com/

Ciciliatti disse...

Acho super bonito o tema que escolheu rpa escreveu, e escreveu bem, parabens

Victor Moraes, disse...

E só a Lua é uma amizade perfeita;
quando ela não aparece nos deixa com
algumas milhares de estrelas.

Escrito pela saudade... disse...

perfeito texto mais uma vez... isso já tá parecendo puxação de saco

Danielle Cerqueira disse...

...eu tenho certeza que você tem pessoas suficientes pra 'dividir' sua dor.. conte comigo!! (L)

Rhaíza Pereira disse...

Perfeito, lindas palavras!